sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Palavras


"Desculpe, estou um pouco atrasado
mas espero que ainda dê tempo de 
dizer que andei errado, e eu entendo."
Por Onde Andei - Nando Reis

Eu não sei como se começa a dizer alguma coisa que não sei se deveria ser dita. Eu só sei que é confuso e difícil, e eu não sei direito como fazer isso. A verdade é que existem tantas coisas que eu gostaria de perguntar, que nem sei por onde começar. Eu achei que tudo ficaria mais claro e que não haveriam mais dúvidas depois daquele dia, mas eu ainda estou tentando entender o que aconteceu. Estou tentando entender se tudo aquilo realmente aconteceu. Os meus sentimentos ficaram claros dentro de mim, mas e dentro de você? Eu quero que você me diga o que sente quando me vê e o que sente quando vou embora. Eu preciso saber, porque eu estou perdida.

Eu não sei o que pensar, eu não sei se é certo, eu não sei se devo sentir. Eu apenas sinto e sinto e sinto. Mesmo que todas as amigas do mundo me digam que você não volta, ainda existe algum resto de esperança que não me permite acreditar. Ou talvez eu não queira acreditar. Eu não quero soar demasiadamente piegas e muito menos assustadora. Eu só quero escrever. Escrevo sabendo que você lê e você lê sabendo que é para você. Será? Será que é só a minha imaginação fértil alimentando essa esperança? Será que é essa minha mania de esperar sempre as coisas boas da vida e das pessoas? Será que eu devo desistir? Diga-me, por favor. Diga-me se eu estou no caminho errado, me diga se eu devo recuar, me diga se eu devo escolher outra estrada. Só não me proíba de olhar e sorrir para você de vez em quando, ou sempre. Não me tire o direito de continuar escrevendo coisas lindas e de sentir coisas lindas.

Não se afaste de mim. Deixe-me estar perto de você só pela sua presença, sem promessas ou cobranças. Diga-me se estou fantasiando demais, sonhando demais ou vendo coisa onde não tem. Vendo sentimento onde não tem. Diga-me se estou sendo idiota ou chata, ou as duas coisas. Não é fácil para mim estar aqui escrevendo essas coisas, acredite. É um passo muito grande no escuro. É como andar vendada sem saber onde estou indo e sem saber o que vou encontrar. Estou falando demais, eu sei, mas é porque eu já fiquei muito tempo em silêncio. Agora, se tudo der errado pelo menos eu poderei dizer que tentei.

Tá tão fácil me entender, tá tão fácil perceber, basta olhar nos meus olhos. O que você viu quando olhou nos meus olhos? Você sentiu medo? Sentiu frio na barriga? Sentiu raiva? Ou não sentiu nada? Eu estou aqui escrevendo porque não tenho todo o tempo do mundo para ficar esperando as coisas acontecerem sozinhas. Esperando alguma atitude, algum milagre ou alguma palavra mais clara. Eu estou cansada da ambiguidade e das pessoas me dizendo o que devo ou não fazer. Só eu sei o que devo fazer, mesmo sem saber se vai dar certo. Sem saber se é certo. Já até perdi as contas de quantas vezes eu já usei a palavra certo nesse texto, o que é certo para você? Opte pelo que é melhor. Sempre. Escolha aquilo que te faz feliz e pronto. Esse é o certo.

Só quero que você saiba que sinto a sua falta e que já tentei te esquecer várias vezes. Eu achei que o tempo poderia apagar ou guardar esse sentimento em um lugar bem escondido, mas ele sempre volta e volta cada vez mais forte. Sabe, não tenha medo. Não tenha medo de mim ou das minhas palavras. Não tenha medo de me dizer que não sente mais nada, se é essa a verdade. Eu acho que estou pronta para ouvir tudo o que você tem a dizer, até porque acho que eu já disse demais.

17 comentários:

  1. Sabe, me identifiquei com seu texto. Até postei algo parecido há um tempo no meu blog. E sabe, não tenho o que dizer...pq eu não sei qual é o medo de alguém dizer o que sente por nós, depois de deixarmos claros os nossos prórpios setimentos. Qual é o medo? É a pergunta que fazemos.

    Boa sorte!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Ah flor, tu sempre me deixando sem palavras, assim não vale né.
    Tu foste corajosa por escrever com tanta intensidade assim.
    Espero que dê tudo certo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Lindo, Marie! Lindo! E tomara que acorde uns e outros.. hahaha.

    ResponderExcluir
  5. ual, fiquei sem ter o que comentar. Lindo, demais, lindo.

    ResponderExcluir
  6. Dá vontade de colocar o texto inteiro no twitter. haha Lindo lindo lindo lindo, Mariie! *-* Beijos

    ResponderExcluir
  7. a mensagem está mais do que dada, não está? :)

    ResponderExcluir
  8. O nbom é saber que tudo passa... lindo texto!

    ResponderExcluir
  9. Eu espero palavras. Eu escrevo, eu falo, eu grito, eu faço e eu não suporto o silêncio, eu não quero silêncio ou só a minha voz. Eu quero saber o que se passa no outro, o que o outro tem por mim dentro de si. Contigo deve acontecer o mesmo. É a velha estória de não saber se espera ou se vai embora, e sei como é ruim. Se o outro não age, tome as suas próprias atitudes, você mesma disse que não pode esperar as coisas acontecerem sozinhas, e hoje, a gente não pode mais esperar pelo outro. Beijos Gê, sua linda.

    ResponderExcluir
  10. Morro de raiva desses momentos em que você quer falar muitas coisas mas não tem certeza se pode. Pior ainda é quando você fala e a pessoa não responde, comenta ou faz algo a respeito, simplesmente continua agindo da mesma maneira. É muito frustrante. Espero que no seu caso funcione. Espero que tudo dê certo e você possa ser feliz. Realmente espero.

    ResponderExcluir
  11. Má, fiquei curiosa e vim ler o texto! Olha se depois dessas palavras ele não tomar uma atitude, então ele não te merece e tá precisando acordar pra vida! Beijos gatinha,
    Jeniffer ;)

    ResponderExcluir
  12. Me sinto tão assim que doeu ler tudo isso...
    Saudades daqui Marie! Postei ~~finalmente~~ no blog, hehe. Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Own, que lindo! Vc sempre me emociona com seus textos, tão verdadeiros, tão cheios de verdade. Seus textos me inspiram muito a escrever de tão lindos que são. Parabéns pelo talento! Grandes beijos :D

    ResponderExcluir
  14. Que profundo Mariie. E o mais engraçado, abri a página aleatoriamente e estava a letra de "Por onde andei". Amo, amo, amo demais o Nando Reis. Só isos em deu vontade ler o texto todo :) Beijoos ;*

    ResponderExcluir

Sua opinião é sempre muito importante!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...