quarta-feira, 6 de julho de 2011

Por um mundo com mais amor


Nesse ciclo interminável que é a vida, a gente segue. Se encantando, se apaixonando, se decepcionando, quebrando a cara, cansando e prometendo que nunca mais irá acontecer. Que nunca mais irá se permitir. Mas no final nós nos permitimos, porque esse é o ciclo e a gente aceita, a gente se envolve.

O problema é que quando a gente cansa, a gente sai desse ciclo cada vez mais desgastado, cada vez mais vulnerável, cada vez mais seletivo e isso é triste. Mesmo que no fim de cada ciclo nós nos fortalecemos, ainda assim é triste, porque quanto mais seletivos nós nos tornamos, menos amor encontramos. Menos acreditamos. Menos acreditamos nas pessoas, na sociedade, no governo, nas mudanças e no amor. O amor que é a base de um mundo melhor, com mais igualdade e com mais paz. É  a história do amor ao próximo, sabe? Falta amor no mundo. Amor de verdade, de pais e filhos, de amigos, de namorados, de marido e mulher. Porque de gente que vulgariza o amor, esse mundo tá cheio. Diz que ama pra cá, diz que ama pra lá e não prova nada, nem sabe o que é amar. Mal ama os próprios pais. 

Amor só é amor quando é puro e lindo, quando não machuca e não fere. Amor não mata. Pelo menos não no sentido literal da palavra. É uma pena que essa falta de amor deixe tantos corações surrados e desacreditados. O amor não é uma tentativa, é uma consequência. Acho que outra coisa, além de amor, que falta no mundo é fé. E eu não estou falando de igrejas, porque isso tem de monte. Fé, independente de religião, é acreditar incondicionalmente em alguma coisa. Qualquer coisa. Seja no amor, na felicidade ou em Deus.  Tá faltando amor próprio, amor ao próximo, amor à natureza, amor à vida. 

Tá faltando tanta coisa nesse mundo que ninguém sabe por onde começar. Que tal começar agora? Sabe aquela história de quer ser seletivo é triste? Esquece isso, faz parte. Por mais difícil que pareça afastar de nossas vidas aquilo que nos faz mal, não é. Se você se esforçar, você consegue. É uma questão de prática. Comece amando a si mesmo e valorizando as pequenas coisas da vida, porque se você não se tocar da importância delas agora, quando for ver vai ser tarde demais.

Esse post é por um mundo com mais amor, mais fé, mais esperança, mais consciência e mais paz. Por um mundo com mais atitudes e menos palavras ao vento. Por um mundo com menos amor vulgarizado e jogado pelas esquinas do coração, e mais amor em prática. Por um mundo com menos igrejas que visam o lucro, e mais fé. Um mundo com mais fé na vida, na esperança e no próprio ser-humano. Por favor.

Por Marie Raya.

8 comentários:

  1. Seria tão bom se todos nós pensássemos apenas no bem das pessoas e não no que vamos ganhar agindo de forma amorosa com elas. Se vivêssemos em um mundo onde as pessoas são conscientes e esperançosas. Mas creio que um dia teremos um mundo melhor :3

    ResponderExcluir
  2. Tenho pensado muito nos últimos dias, e percebi o quão seletiva me tornei... Não sei mais se isso é uma coisa boa, pois sendo assim me torno mais sozinha a cada dia, e carente como sou, estou começando a sofrer com isso...
    Me pergunto se vale isso tudo e, sinceramente, sei lá, tomara que sim.

    ResponderExcluir
  3. Realmente está faltando amor, faltando sinceridade nas palavras das pessoas, quem sabe se tentássemos ser mais amáveis e saber amar, o mundo não se tornaria menos clichê e melhor pra todos. Texto lindo mesmo! ;*

    ResponderExcluir
  4. Resumiu aquilo que penso. Precisamos desse mundo com mais amor verdadeiro,mais fé,mais concretização dos sentimentos bons que o ser humano têm.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. flor, concordo com tudo.
    Acho que falta amor hoje em dia e que a gente devia começar mudando o cenário hoje, ontem!
    o começar pela gente mesmo é a chave.

    beijos!

    ResponderExcluir
  6. definitivamente, o amor foi banalizado, surrado, maltratado, e infelizmente: comum
    seguindo aqui ♥

    ResponderExcluir
  7. Por favor e urgentemente. Faço parte do bonde das seletivas e sim, faz com que o amor seja ainda mais difícil de ser encontrado, mas isso é resultado das feridas, talvez seja melhor assim. Beijos Gê.

    ResponderExcluir

Sua opinião é sempre muito importante!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...